Como escolher um bom nome para sua clínica médica – #2.

No mercado de serviços médicos, o nome da empresa é parte fundamental do sucesso do negócio. Isso se caracteriza com certo, uma vez que a clientela de serviços médicos adora nomes corretados e de fácil memorização.

Entende-se como nomes correlatados àqueles que reportam diretamente as pessoas ao negócio da empresa. Ou seja: ao lê-los ou pronunciarem as pessoas tem “a ideia” do que tratam os termos. Por exemplo: os termos “clínica do coração” é bem mais fácil de ser identificada seus propósitos do que os termos “clínica Coronária”. Do mesmo porte de importância são os termos “Clinica Cardio” em relação aos ternos “Clinic Heart”, em nosso país.

Por sinal, o estrangeirismo é muito utilizado em nomes de serviços médicos no Brasil. Essa opção atrapalha mais do que ajuda, se o público alvo da empresa em voga não for das classes B e A.

O mais correto, barato e prático é a empresa buscar um nome que crie “uma imagem mental” nas cabeças das pessoas que se defrontam com os termos que nomeiam a empresa médica.

Na hora de escolher um nome para a empresa médica deve-se atentar para quatro detalhes muito importantes que são:

  • O mercado que a empresa atua – neste caso: saúde.
  • O segmento deste mercado – neste caso: clínicas médicas.
  • O profissional que atua neste mercado – neste caso: médicos
  • O serviço que a empresa oferece. Neste caso: consultas médicas.

Em síntese, a empresa deve buscar associar estes ternos na hora de criar o nome da empresa.

Recentemente vi uma empresa médica com o seguinte nome comercial: Centro Médico TXO. Neste caso, a priori, a empresa tem até um bom nome correlatado, pois utiliza os termos “centro médico”. Todavia, o que vem a ser o tal “TXO”? Será acrônimos dos nomes dos sócios? Ou a abreviatura do nome do bairro da sua localização?

Por certo, os nomes Centro Médico Vida, ou Centro Médico Dr. Teixeira Xavier, seriam bem mais atrativos do que Centro Médico TXO.

Em outro caso, um cliente nosso disse que gostaria de usar algumas abreviações com por exemplos: clinic no lugar de clínica, med ou doctor no lugar de médico etc. A minha opinião foi a seguinte: começa o nome da sua empresa com o terno “clínica”. Dessa forma você já faz a correlação direta ao segmento do seu mercado.

Mas essa clínica deve dizer se é clínica médica, odontológica, terapêutica, veterinária etc.

 Note que, apenas o termo “clínica” não diz se tratar de clínica médica.

Se você utilizar a abreviação “med” logo após o termo clínica, já ajuda bastante na concepção do seu nome.

Se você puder utilizar o termo “saúde” neste composto, terá um excelente nome da sua empresa.

Por exemplo o nome “clínica Med Saúde” é um excelente nome. (Este nome por sinal foi registrado pela nossa empresa e está á venda no nosso site). Veja que com a junção dos três termos conseguimos criar um nome que diz ao cliente que se trata de uma clínica médica e ainda utiliza um forte apelo mercadológico que é o termo “saúde”.

Outras associações poderão ser feitas utilizando a base do nome “clínica med”, como por exemplos: clínica med vida, clínica med soma, clínica med mulher, clínica med Nova Vida etc.

Veja que existem centenas de possibilidades de associações para criar um bom noma da sua clínica médica utilizando apenas estes exemplos.

Os amantes dos estrangeirismos poderão até usar os sufixos “clinic, med e doctor”. Mas isso eu não recomendo, a não ser que a empresa seja focada em uma parcela da população que tenha outros níveis sociais e intelectuais.

Uma coisa é certa: com um pouco de paciência e uma boa dose de criatividade você cria um bom nome para sua futura clínica médica. Ou se preferir ter um nome já criado, muitas vezes é bem mais fácil adquiri um nome de site e utilizá-lo como nome comercial da sua empresa.

www.clinicamedsaude.com.br e www.clinicamedsaude.com

Clínicas médicas populares – Qual a maneira mais correta de entrar neste mercado?

Grande parte dos prospects de clínicas médicas populares querem saber como as atuais empresas funcionam, como elas foram planejadas, porque escolheram determinados nomes, locais ou cidades, quais são seus fornecedores de equipamentos, softwares utilizados, quem fez as pesquisas de mercados, onde e como encontraram os médicos e prestadores de serviços, quais são as documentações necessárias para operacionalizar o negócio etc. Por certo, muitos destes prospects não encontraram facilmente estas respostas.

Isso ocorre porque neste ramo de negócio a informação é matéria-prima mais valiosa e quem a detém, não a disponibiliza facilmente e muito menos gratuitamente.

Alguns projetos de clínicas médicas populares custaram dezenas de milhares de reais. Encontrar um software que atenda as especificidades da empresa não é tão simples e comum. Contratar consultores especializados não é tarefa barata e descrever a operacionalidade do negócio através de manuais operacionais custa caro, – muito caro. Daí, é certo, ninguém vai oferecer essas informações gratuitamente.

Algumas pessoas interessadas em investimentos em clínicas médicas populares nos solicitam os contatos dos nossos clientes para que elas possam saber como eles planejaram e implantaram suas empresas ou então sobre nossas referências profissionais. Em 100% dos casos não oferecemos esses contatos por questões contratuais e éticas.

Isso se justifica, pois quem investiu tempo e muito dinheiro não vai querer oferecer “de bom grado” as informações que lhes custaram milhares de reais.

Por outro lado, o próprio aspecto mercadológico faz com que os atuais atuantes deste mercado não queiram compartilhar suas experiências com curiosos, que amanhã podem ser seus concorrentes ao lado dos seus negócios ou até no cenário nacional.
Um dos principais acordos dos nossos clientes do serviço de consultoria é o sigilo das informações. Afinal, um mercado que movimenta 25 bilhões de reais por ano não pode ser “aberto” para todos, como muitos imaginam.

Por conta disso você não vai encontrar empresas de equipamentos, acessórios, softwares e consultoria anunciando que são fornecedores das grandes empresas do mercado de clínicas médicas populares. Seus clientes proíbem isso.

Os atuais e lucrativos modelos de neste mercado gastaram milhares de reais na formatação e implantação dos seus negócios e por estes motivos eles não disponibilizam nenhum tipo de informação que possa “ajudar” outros interessados em atuarem neste mercado.

Infelizmente, para entrar neste mercado você vai precisar começar do zero. Ou seja: investir em conhecimento especializado. Pois foi assim que fizeram as grandes empresas que hoje são referências de sucesso no mercado de clínicas médicas populares.

Esta é a maneira mais correta de entrar neste mercado. Não há outra.